Li e gostei. Seu Abílio mandou bem!

Recebi ontem um email de um amigo contendo a entrevista que o Abílio Diniz deu para o jornal Folha de São Paulo de 09 de agosto.

A matéria, pelo seu conteúdo poderia estar em qualquer coluna, mas por motivos óbvios foi colocada na coluna DINHEIRO. Até ai tudo bem, afinal Abílio Diniz e dinheiro são coisas que não andam separadas e dinheiro é sempre lembrado toda vez que se toca no nome do homem!

Gosto do empresário por ser ele um esportista e porque até hoje fomenta a atividade física como um todo. Só lembrando, no inicio dos anos 90 foi ele, através do Pão de Açucar, um dos primeiros a investir na promoção das corridas de rua, colocando a Cidade de São Paulo como centro de maior crescimento dessa atividade no país. Li também o livro dele e achei legal pois mostra o outro lado do empresário.

A partir dessas coisas e também porque esse meu amigo sempre me encaminha emails com assuntos interessantes, li a matéria e gostei muito, tanto que estou aqui falando sobre ela.

Alguns acham que o empresário é polemico pela maneira de ser, de tocar seus negócios e atividades, além de ser famoso por ser perfeccionista, exigente com tudo e com todos. Se é verdade ou mito não sei, mas é o que rola na boca do povo! 

Eu tenho a impressão que ele é o tipo de pessoa que nasce com carisma interessante e diferente. Não há meio termo, é ame-o ou deixe-o. Noto que agora, mais maduro e com a exposição na mídia, consegue com facilidade surpreender e conquistar as pessoas que lêem matérias com suas declarações. Na minha ótica, nesta materia da Folha, em alguns trechos, foi muito feliz e deu o seu “recado” muito bem.

O repórter, acho que por ser da coluna Dinheiro, começa a matéria falando dos lucros que teve o Pão de Açucar (155% maior no segundo trimestre) e que o empresário está com 72 anos e vive um dos melhores momentos da vida. Repetindo o último trecho: “Está com 72 anos e vive um dos melhores momentos da vida”. Pensei de cara e aposto que você também pensou: – Bom, com a grana dele quem não estaria?

Continuando a ler, vi que ele está lançando um site pessoal com objetivo de compartilhar experiências de vida e que o foco daquela entrevista seria esse, mas que o empresário, sem fazer apologia à velhice, se estendeu por um assunto caro a todos que é Como Envelhecer Com Qualidade De Vida.

Na introdução da matéria, escreve Guilherme Barros, colunista da Folha: – “Prestes a nascer o seu sexto filho e casado com uma mulher de 37 anos, ele dá uma série de dicas, mas uma é considerada essencial. “Se você puder escolher uma coisa, escolha sempre ser feliz”.

Boa, Seu Abílio!

Sem muito blá, blá, blá, além da frase acima, vou citar alguns trechos da entrevista, com frases dele que achei interessante, grifei e entendo que todos nós devemos refletir sobre elas.

• “É claro que eu quero ter uma vida saudável, viver o máximo que eu puder. Tenho uma mulher de 37 anos, uma filha de três e outro a caminho, o Miguel, para o começo de novembro. Sou ousado, não é? Mas eu acho que tem que ser assim. Você tem que estar preparado para o que Deus determinar para você. Você tem que estar preparado sempre para a vida acabar a qualquer momento, mas você tem que acreditar que é eterno”.

• “Eu quero que as pessoas envelheçam com alegria. Tenho amigos que estão deprimidos aos 50 anos. Não, o melhor está pela frente. As pessoas têm que olhar isso com alegria. Quando vão envelhecendo, há pessoas que ficam um pouco envergonhadas de perder algumas das suas características, de ter limitações e acabam às vezes não lutando, não fazendo coisas que possam melhorar esse quadro. O quadro não é totalmente reversível, mas você pode melhorá-lo. Você vai envelhecendo e vai adquirindo muito mais conhecimento, mais sabedoria, uma capacidade de administração da vida e de relacionamento muito melhor. O que pode estragar e comprometer isso? A sua capacidade física e mental. Se você estiver com os dois bem, aos 50 anos, o melhor está pela frente. Não há dúvida sobre isso. Serão os melhores anos de sua vida”.

• “Se você só puder eleger uma coisa na sua vida, escolha sempre ser feliz e balize o resto por isso. Balize o seu esporte, balize o seu trabalho, na medida do possível, o seu lazer, a sua vida familiar, o seu relacionamento”.

• “Você não consegue deixar de evitar problemas na vida. Muitos podem dizer: “Ah! O Abílio fala essas coisas porque ele é rico, cheio da grana, tem um monte de coisas e pode falar o que quiser”. Escute, eu já fui seqüestrado, num seqüestro completamente maluco, onde eu tinha certeza que eu ia morrer. Esta empresa [o Pão de Açúcar] já quase desapareceu nos anos 90 e eu comecei a minha vida sem dinheiro, sem nada. Fui para os Estados Unidos sem nada, para estudar. Eu só me tornei controlador desta empresa em 1994. Até lá, não era empregado, mas era um membro da família. Dificuldades? Já enfrentei muitas. Mas como é que uma pessoa pode ser feliz se não tem grana, está desempregada, tem um familiar doente ou perdeu uma pessoa querida? Essas coisas acontecem. O importante é você dizer: aconteça o que acontecer, eu sou um cara que se propõe a ser feliz. Esse é o meu norte. O resto entra pelos lados. As dificuldades que aparecem você tem que administrar”.

86460507• “Essa é a idéia. Mesmo que a pessoa não goste, é preciso, às vezes, ter um mínimo de determinação. Acho que uma das minhas principais características é essa. Ninguém precisa ser como eu, mas é preciso ter um mínimo de determinação. O importante é que dá para uma pessoa ter uma vida muito mais saudável. Dá para evitar uma série de coisas como diabetes, pressão alta, colesterol alto, tudo isso é perfeitamente evitável sem remédio, só com um pouquinho de atividade física, de determinação na alimentação, um pouco de noção que não dá para você evitar o estresse totalmente, mas dá para você administrá-lo, controlá-lo. Até porque uma vida completamente sem estresse também não tem graça. É chato, mas você tem que saber lidar com o estresse”.

• “Tomo sim, eu gosto das mesmas coisas que você. Eu gosto de tomar um vinhozinho e vinho é um negócio recente na minha vida. Numa determinada altura, não faz muito tempo, no máximo uns quatro anos, descobri que vinho era melhor que Coca-Cola. Sério, não estou brincando. Não tomava vinho porque não gostava. Não é porque fazia mal. Não tomava porque não gostava. Tomava de vez em quando até uma cervejinha e um uísque diluído com club soda, mas não tomava vinho. Descobri vinho há uns quatro anos e gosto. Da mesma forma que eu gosto de pizza, lasanha, feijoada, churrasco… Escute, são as coisas boas da vida.

• “Estou num momento muito bom da minha vida, inclusive da vida empresarial. Do fim de 2007 para cá, as coisas mudaram com a chegada do Cláudio Galeazzi. É um jovenzinho de 69 anos com quem eu me entendo maravilhosamente bem. Temos uma sinergia excelente. É um grande companheiro. A companhia (Pão de Açucar) deixou de andar de lado, passou a retomar o rumo”.

Pois é, meus amigos, gostei do que li e do modo positivo que ele pensa e é por essa e por outras que volto sempre ao mesmo assunto: – corredor de rua é um cara que pensa e age diferente. Abílio Diniz é corredor, então, não poderia ser diferente!

Até a próxima e tendo tempo, reflitam sobre o assunto.

2 Respostas to “Li e gostei. Seu Abílio mandou bem!”

  1. Reginaldo Says:

    Alfredo, sensacional podemos dizer sem medo de errar que ele”é o cara”, também admiro muito o Sr.Abilio diniz.Abcs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: